08 janeiro 2011

Sexo



Eles não sabiam o que faziam. Muitos começariam dizendo isso. Mas não era o caso. Eles sabiam exatamente o que faziam. A cada movimento. A cada passo, a cada mão que subia.

Ela já havia até ensaiado algumas caras e bocas. Aquelas que iriam excitá-lo, se ela tivesse a devida coragem para fazê-las. Ele medira o tamanho do membro e entrou em fóruns da internet. Só pra ter certeza de que não havia nada de anormal.

Estavam no caminho certo quando se beijaram. Um bom sexo começa com um bom beijo. Isso foi o que a tia avó dela dissera, certa vez. Talvez a titia nunca tenha feito um bom sexo, pensava ela agora.

Era a primeira vez que ele colocava a língua em uma mulher. Estava especialmente excitado, ainda que não estivesse entendendo as caras e bocas que ela fazia. Rezava que aquilo fosse tesão também. Não queria passar vergonha na primeira vez.

Ela estava preocupada com a verruga no lado direito de sua cintura. Todas as vezes que a mão dele subia naquela direção ela logo tratava de afastá-la. Ele não tinha preocupações, senão a de que ela notasse que ele havia aparado os pelos pubianos. Tudo que ele não queria era que ela percebesse. Sabia que devia ter deixado maior.

Doeu, mente quem diz que não dói. Ou é alguém que não sente dores. Ela queria amaldiçoá-lo depois daquela dor. Mas não demorou muito. Logo ele estava sorrindo, de um jeito estranho. Beijando-a cheio de amor. Um amor que ela nunca sentiu da parte dele, em todo esse tempo que namoraram.

Se abraçaram, se beijaram. Então era isso?, pensou ela. Ele nem pensava em nada.

17 comentários:

  1. Que não é nada, não é nada, não é nada mesmo XD.

    ResponderExcluir
  2. nestes momentos não se pensa em nada mesmo ... só curtir ... é um momento mágico a primeira vez q tudo corre bem ...

    adorável como sempre

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  3. "e ele nem pensava em nada"!
    rssrsrsr
    Muito bom!

    ResponderExcluir
  4. adoro o fato dele não pensar em nada...
    beijos querido

    ResponderExcluir
  5. Que bonitinho.. e claro que a mulher pensaria algo assim hehe! Adorei! Bjuuu! ^^

    ResponderExcluir
  6. Que bonitinho... Adorei!!!
    Não sei como algumas pessoas conseguem ver pecado no sexo, eu acho isso tão lindo xD

    Um abraço rapaz, Até o próximo!!!

    ResponderExcluir
  7. Acho legal abordar um assunto da forma como ele é, e não como deveria ser. é incrível como as pessoas tendem a fantasiar como deveria ser, mas a verdade é só uma: é do jeito que se é, e é assim que tem que ser. Adorei o texto, vc manda muuuito bem mesmo!!!

    Beijinhos!!

    ah, tb tenho medo da órfã. Nunca tive coragem de assistir o filme.

    http://mmansur.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. E então era isso...

    Adorei o texto, impossível não deixar se levar por ele... são tantas preocupações "sem importância"... ;-)

    Até!

    ResponderExcluir
  9. Antônio, ô menino talentoso.

    ResponderExcluir
  10. Adoro seus contos! Na verdade, adoro seus textos... Este é tão lindo, tão inocente, doce, humano...

    Xêro! =D

    ResponderExcluir
  11. temas mudando... sinais de mudanças suas?

    ResponderExcluir
  12. Definitivamente você é uma pessoa bem observadora. Sério, tudo o que você escreve você tem um olhar bem diferente das outras pessoas. Divino!

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Passando para agradecer sua opinião por lá, qto ao tema Ser Gay Demais ... ela conta muito para mim ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  14. Apesar do pouco tempo posso dizer com tranquilidade: adoro seu blog.

    ResponderExcluir
  15. nunca os casais, do seu conto, ficam em sintonia

    é...
    ngm nunca tá em sintonia com ngm msm
    :)


    adorei
    bjo

    ResponderExcluir