24 março 2010

Era uma vez...

Era uma vez uma princesa moradora da Zona Oeste da cidade. Seu nome era Sandy. Ela tinha os cabelos loiros como cerveja importada, a pele clara e sedosa como o chantilly que nunca havia comido.


Havia encontrado seu príncipe há quatro anos. Ele não era sensível, não era bonito e não lhe dava prazer. Seus amigos, os animais da floresta, estranhamente não cantarolavam e faziam festa quando ele estava presente. Frequentemente, ele aparecia em casa com uma marca de ferida que ela sabia ser daquele esquilo que tantas vezes era gentil com ela no caminho do chalé onde morava.

Seu príncipe lhe deixou. Ela passou por um período ruim, de tristezas, que durou toda a eternidade de uma semana. O ponto final foi a festa do Reino, que seria numa quinta-feira quente de outubro. Ela foi com seus amigos, os animais da florestas, presos ao seu calcanhar.

Entre um cálice de vinho e outro, Sandy já havia consumido quase dois tonéis e dançava os funks da época com desenvoltura (like a whore). Um dos seus amigos, o sapo dançante e sorridente, se aproximou dela na pista de dança. Ela dançou com ele e lhe beijou, transformando-o em um homem não tão alto, mas apaixonado.

A festa daquela noite acabou. O antigo sapo tentava cortejá-la. Mas para Sandy, ele só era um sapo, um amiguinho, um dos animais da floresta. Ela queria conhecer. Ela queria ver o reino, queria conhecer os lados de fora do reino também.

Começou a ir a festas no underground, tabernas onde vendiam cerveja quente e tabernas onde se estapeavam por cerveja quente. Entrava em cabarés onde via homens beijando homens, mulheres beijando mulheres e onde era cortejada por meninos que fazem faculdade particular e usam tintura loira no cabelo arrepiado.

Às vezes levava uns números de telefone anotados no pergaminho que carregava sob as anáguas. Às vezes dava números falsos. Afinal de contas, depois de quase quatro anos nas mãos do temível príncipe Feioso, ela não poderia se envolver com sapos e frequentadores do undergroud pseudo-homossexual. Mas lá a bebida era tão barata...

4 comentários:

  1. Festa quinta quente de outubro... meu aniversário!

    ResponderExcluir
  2. Festa quinta quente de outubro... meu aniversário!

    ResponderExcluir
  3. eu vou ficar com o Seu jorge24 de março de 2010 21:13

    Sandy tem q ficar com o sapo, Lucas Lima

    mas, por enquanto, se divirta com os outros animais do reino!

    Isadora Pereira

    ResponderExcluir